Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário Medicina Preventiva

Uma intensa viagem pelo dia-a-dia de uma estudante de Medicina e, além disso, algumas indicações sobre a importância da prevenção para preservarmos a nossa saúde.

Diário Medicina Preventiva

Uma intensa viagem pelo dia-a-dia de uma estudante de Medicina e, além disso, algumas indicações sobre a importância da prevenção para preservarmos a nossa saúde.

19.Mai.07

NOVA DROGA NAS ESCOLAS

Há uma nova droga a assombrar as escolas portuguesas: o cloreto de etilo, um produto químico usado em medicamentos anestesiantes, contra picadas de insectos e em ambientadores, ou seja, de venda livre. Tem efeitos alucinogénios e pode mesmo ser fatal.

Apesar de ainda não ser vendida isoladamente, como ocorre noutros países, esta droga entra na constituição de inúmeros produtos vulgares que podem ser adquiridos em lojas ou farmácias.

É importante a sensibilização dos estudantes para os malefícios desta nova substância da moda, que é inalada directamente através do spray. Entra outras aplicações, o cloreto de etilo é um dos componentes do “spray milagroso” anestesiante usado nos desportistas ou usado como uma refrescante brincadeira de Carnaval.

Os solventes inalantes, como o cloreto de etilo, cola, ambientadores, desodorizantes, tintas, gasolina, benzinas, gases de isqueiros, …, provocam efeitos em cadeia: excitação, depressão, depressão profunda e depressão tardia.

No início, deixa o consumidor excitado, com tonturas e perturbações auditivas e visuais; depois fica desorientado, perde o autocontrolo, a visão, tem dores de cabeça e alucinações. Estes efeitos acentuam-se na fase seguinte e, por fim, o consumidor pode entrar em coma ou mesmo morrer. A inalação de solventes leva à destruição de neurónios e provoca lesões irreversíveis (danos na medula óssea, rins, fígados, nervos periféricos, …). Pode também provocar o aumento da frequência cardíaca para os 180 batimentos por minuto, comportamento apático, dificuldades de concentração, défice de memória, …

É importante a tomada de medidas preventivas junto das escolas secundárias e alertar os jovens para todas as consequências do consumo deste tipo de drogas.